AZULÃO DOMINA ATLÉTICO-GO, PERDE EM GOIÂNIA, MAS AINDA ACREDITA NO ACESSO


Neste sábado à tarde, o São Caetano completou seu quinto jogo contra equipes que lutam pelo acesso. Depois de Guarani, Ceará, Ponte Preta e Vasco, o Azulão foi a Goiânia encarar o Atlético-GO, um dos times dentro do G-4. O Azulão levou um gol cedo, dominou o restante da partida, criou chances, mas parou na eficiência dos goianos, que fizeram 2 a 0 no Serra Dourada. O placar manteve o time do Grande ABC com 41 pontos, na sétima colocação na tabela da Série B.
“Ainda temos chances, apesar de as equipes estarem cada vez mais somando pontos. Agora não temos outra opção: vencer o máximo dos dez jogos que nos restam. São 30 pontos ainda e não vamos desistir”, avisou o meia Xuxa.
Num início de muito estudo, um gol rápido. Aos 11 minutos, Zulu recebeu dentro da área, furou, a bola passou entre Marcelo Batatais e Bruno Recife e caiu nos pés de Juninho. Sozinho ele abriu o placar. Nove minutos depois, um lance confuso.
O meia Eduardo Ramos arriscou, a bola bateu na trave direita do goleiro Edson, na sua cabeça, na trave novamente, percorreu a linha e tocou no outro poste. Washington tentou completar de carrinho, dividindo com o goleiro, mas a bola ficou do lado de fora da rede. O árbitro anotou gol, os jogadores do Azulão comemoraram, mas o juiz voltou atrás após sinalização do assistente.
Atrás no placar, o Azulão dominou a posse de bola, enquanto os goianos tentavam usar os contra-ataques. O São Caetano pressionou. Num escanteio de Eduardo Ramos, aos 38, Washington desviou e Roger, livre na pequena área, completou por cima do gol. A superioridade não resultou no empate parcial ao Azulão.
PRESSÃO
Sem ter o que perder, o Azulão voltou com tudo. Tanto que logo aos três minutos Jairo levou perigo num chute forte, defendido pelo goleiro. O melhor caminho era pela direita, nas jogadas com Galiardo e Roger, que voltava de suspensão. Para aumentar a pressão, Wendell entrou no lugar de Xuxa.
Enquanto Luiz salvava o time atrás, como aos 24, numa saída com um soco na bola no ângulo, Wendell quase empatou dois minutos depois, num chute que passou à direita. Matheus Paraná e Careca substituíram Galiardo e Adriano, respectivamente. O poder ofensivo aumentou.
Quando o empate parecia próximo, Roger derrubou Rafael Cruz com um carrinho dentro da área. Elias fez 2 a 0 de pênalti. Após o gol, o volante Jairo, do São Caetano, foi expulso por reclamação. Aos 43, Luiz ainda evitou cara a cara o terceiro gol do Atlético-GO

Fonte: www.adsaocaetano.com.br

Anderson Rodrigues/Assessoria de Imprensa
Share on Google Plus

Sobre Breno Junior

Lado a Lado com o esporte do Grande ABC. Amante e entusiasta do Esporte no interior do ABCDM.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial