Tombamento de estádio não atrapalhará expansão

Projeto da Prefeitura de São Bernardo visa preservar a memória do 1º de Maio, palco das manifestações sindicais no final dos anos 1970

O estádio 1º de Maio, na Vila Euclides, em São Bernardo, pode ser tombado como patrimônio histórico. A Prefeitura discute a proposta no Plano de Ação para Cidades Históricas, do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico Artístico e Nacional).

Palco das manifestações do movimento sindical no fim dos anos 1970, atualmente o 1º de Maio é utilizado pelo São Bernardo Futebol Clube, que manda seus jogos no local. O Tigre, inclusive, tem planos de expandir as arquibancadas do estádio caso conquiste o acesso à Série A1 do Paulista em 2010.

“Não tenho dúvidas de que o 1º de Maio será ampliado e coberto. A gente tem discutido isto sim”, destaca o presidente do clube, Luiz Fernando Teixeira, que não vê problemas na ampliação. “O que está sendo tombada não é a arquitetura do 1º de Maio, é a memória. As melhorias não feririam esta lógica do tombamento”, garante o dirigente

Para o secretário de Esportes do município, José Luiz Ferrarezi, o debate está em aberto. “Não existe preocupação de preservar a parte física do local em si, sem alterá-la, caso seja preciso. A intenção é priorizar a parte histórica”, afirmou Ferrarezi

A Secretaria Especial de Ações voltadas à comunidade prefere ainda não se pronunciar sobre o assunto e define o tombamento dos pavilhões do Vera Cruz como prioridade no momento.

Fonte: http://abcdmaior.com.br/noticia_exibir.php?noticia=17048

Por: Caio Luiz e Walter Fernandes (pauta@abcdmaior.com.br)

Foto: Antonio Ledes
Share on Google Plus

Sobre Breno Junior

Lado a Lado com o esporte do Grande ABC. Amante e entusiasta do Esporte no interior do ABCDM.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial