Atletas do São Bernardo testam a bola da Copa

Goleiro da seleção, Júlio César, não é o único a reclamar da Jabulani, da Adidas


Os jogadores da seleção brasileira que disputarão a Copa do Mundo da África do Sul manifestaram publicamente nas últimas semanas que não gostaram da bola fabricada especialmente para a disputa da competição. O goleiro Júlio César, por exemplo, acha que a Jabulani, feita pela Adidas, dificulta a vida dele e de seus companheiros de posição.




“Ela parece bola que se compra em supermercado. É horrível, horrorosa. Estão sempre tentando dificultar a vida dos goleiros. O goleiro não leva vantagem em nada”, esbravejou o arqueiro durante entrevista coletiva.



Em busca de um veredicto, quatro jogadores do São Bernardo Futebol Clube testaram a pelota: o atacante Raul, o meia Leandro Gobatto, o volante Zé Forte e o goleiro Anderson. Depois de alguns minutos, os atletas do time do ABCD também teceram críticas à bola.



“Ela é muito leve, você dá um chute de longa distância e ela sai fazendo curva”, disse Gobatto, que arriscou um arremate de fora da área. Já Zé Forte lembrou da importância de treinar com a Jabulani. “A bola quica muito, mas, depois de um tempo treinando, você se acostuma”, ressaltou.



Mas o problema maior parece ser dos goleiros mesmo. “Os jogadores de linha não vão sentir tanto, o pior vai ser para quem fica no gol”, opinou Raul. Já o arqueiro Anderson lamenta. “As bolas são feitas para quem chuta e não para quem defende”, criticou.

Por: Walter Fernandes (wfernandes@abcdmaior.com.br)
 
Foto: Jabulani, feita pela Adidas, não agradou os profissionais. Foto: Divulgação
 
Fonte: http://www.abcdmaior.com.br/
Share on Google Plus

Sobre Breno Junior

Lado a Lado com o esporte do Grande ABC. Amante e entusiasta do Esporte no interior do ABCDM.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial