NO CATAR, EX-TIGRE LAMENTA QUEDA


Ney Mineiro, maior artilheiro da história do clube, espera encerrar carreira no São Bernardo 

Principal artilheiro da curta história de seis anos do São Bernardo Futebol Clube com 23 gols marcados, Ney Mineiro está longe do ABCD há cerca de oito meses. Contratado pelo Al-Khor, do Catar, em agosto do ano passado, o atacante curte sua nova vida fora do
Brasil. “Era  um  sonho  de  longa data  atuar  no Exterior, principalmente pelo lado financeiro, pois  essa carreira de  jogador de futebol é curta e incerta, bastante imprevisível”, explicou o jogador em entrevista concedida por e-mail ao  ABCD MAIOR.

De longe, o atleta assistiu com pesar à queda de seu ex-clube para a Série A2 do Campeonato Paulista. “O sentimento foi de tristeza enorme, pois estava acompanhando os resultados daqui e desabei ao ver, no último minuto, o time cair”, conta.

Mas o torcedor bernardense pode sonhar em ver o ídolo novamente com o uniforme do clube da Região. “Espero em um tempo não muito distante voltar a vestir essa camisa do Tigre. Assisti a vários jogos do São Bernardo daqui pela internet”, admite o atacante, que tem mais dois anos de contrato com o Al-Khor.

Com relação ao seu atual momento no futebol internacional, o jogador afirma que, em sua chegada, passou por algumas dificuldades de adaptação por causa do fuso horário e também da comida típica do local. Para amenizar os problemas, o centroavante levou a família para morar junto com ele no Exterior.

Além dos parentes, Ney também convive com outros dois brasileiros na equipe: Allan Bahia, ex-Atlético Paranaense, e Caio, ex-Avaí (SC). Desde que chegou, o atacante tem atuado como titular do time e marcou, até aqui, sete gols no campeonato da liga local, que terminou neste mês. “Só fiquei três partidas de fora por causa de uma contusão leve”, ressalta.

O clima no Catar também não ajuda muito. No verão, o calor é intenso, tanto que os jogos e os treinamentos são realizados apenas no período noturno. Durante o dia, os termômetros podem registrar até 50 graus. Já no inverno, a situação é completamente inversa. “Agora está acabando o período de frio por aqui, mas os ventos são também muito gelados, coisa de louco mesmo”, brinca o artilheiro.

Em um país rico e pequeno, se comparado ao Brasil, Ney Mineiro se diz muito feliz. Disposto a fazer o seu sonhado pé-de-meia antes de retornar ao território nacional, leva uma vida de rei. “Minhas condições hoje aqui são as melhores possíveis”, destaca Ney, que nasceu no dia 9 de setembro de 1981 em Antonio Prado, Minas Gerais. Criado na cidade vizinha de Muriaé e revelado na base do Vasco, ao longo da carreira passou por Bangu, Bahia, Votoraty e Mirassol.


Por: Walter Fernandes  (wfernandes@abcdmaior.com.br)

Foto: Luciano Vicioni

Fonte: www.abcdmaior.com.br


Share on Google Plus

Sobre Breno Junior

Lado a Lado com o esporte do Grande ABC. Amante e entusiasta do Esporte no interior do ABCDM.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial