TIGRE VIRA EM CIMA DO RAMALHÃO E AFUNDA RIVAL

Vitória por 2 a 1 neste sábado deu sobrevida ao time; Santo André fica a um passo do abismo


No sufoco, o São Bernardo venceu o clássico do desespero diante do Santo André na tarde deste sábado (09/04), no estádio 1º de Maio, respirou mais aliviado na luta contra o rebaixamento no Campeonato Paulista e
afundou o rival do ABCD, que ficou a um passo da Série A2 em 2012. Com a vitória, o Tigre subiu para o 15º lugar com 18 pontos e deixou momentaneamente a zona da degola. Já o Ramalhão estacionou nos 15 pontos e segue na penúltima colocação. Os andreenses poderão confirmar a queda no complemento da rodada neste domingo (10/04).
Na última da primeira fase da Série A1 do torneio estadual, o São Bernardo encara a Portuguesa no próximo domingo (17/04), às 16h, no estádio do Canindé. O Ramalhão pega o Corinthians, no mesmo dia e horário, no Bruno José Daniel.
O jogo
As duas equipes entraram em campo no esquema 3-5-2. Apesar do excesso de marcadores, os times buscavam o ataque desde o começo. Porém, a falta de qualidade era evidente. O duelo era marcado por muitos passes errados e raras oportunidades de gol. Logo aos 10 minutos, o técnico andreense Sandro Gaúcho tirou o zagueiro Altair para a entrada de Alex. Mas alteração pouco efeito fez.
O Ramalhão apostava nas bolas alçadas na grande área. Já o São Bernardo mantinha-se mais tempo com a bola no pé, no entanto, pecava pela falta de objetividade. O lance mais agudo ocorreu aos 30 minutos, quando Amarildo subiu para o ataque e cruzou da direita. Lucas Gaúcho se enrolou com a zaga e bate mascado. Neneca fez a defesa.
Três minutos mais tarde, o lance mais polêmica do jogo. Anderson empurrou Danielzinho na área, mas o árbitro Flávio Luiz de Oliveira nada marcou. O técnico Estevam Soares reclamou muito da jogada e foi ameaçado de expulsão pelo juiz.
Os minutos finais da etapa inicial foram mais movimentados. Célio Codó desperdiçou uma chance para o Santo André. Já Danielzinho chutou para fora uma oportunidade aos 41 minutos.
No segundo tempo, o Santo André voltou com Igor no lugar de Célio Codó. Mas foi o Tigre que retornou mais ofensivo. Foram dois momentos antes dos dez minutos. Mesmo assim, a equipe bernardense pecava no último toque.
O panorama permanecia inalterado até os 19 minutos, momento em que o lateral Marcelo Godri escorou cruzamento da direita e colocou o time andreense na frente do marcador. O quadro mudou completamente. O confronto ganhou ares ainda mais vivos de dramaticidade. Estevam colocou Raul e partiu para o tudo ou nada.
Mas foi na base da sorte que o Tigre arrancou a igualdade. Aos 30 minutos, o lateral-esquerdo Kauê cobrou falta de longe, a bola desviou na zaga e enganou o goleiro Neneca. O tento incendiou completamente o estádio e a virada foi apenas questão de tempo. Pouco, por sinal. Dois minutos mais tarde, Kauê apareceu bem novamente. Da esquerda, cruzou para Bady, que entrou na etapa complementar. O meia escorou na área pequena e fez a torcida explodir. Aos 34, foi a vez do goleiro Marcelo Pitol evitar o gol de Alex e fazer a torcida bernardense ter certeza de que a vitória estava assegurada.


Por: Walter Fernandes  (wfernandes@abcdmaior.com.br)

Foto: Marcelo Lemos

Fonte: www.abcdmaior.com.br
Share on Google Plus

Sobre Breno Junior

Lado a Lado com o esporte do Grande ABC. Amante e entusiasta do Esporte no interior do ABCDM.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial