Dirigente aposta na força de S. Bernardo na Copa do Mundo


Jorge Abicalam acredita que cidade tem boas chances de ser escolhida como uma das sub-sedes para 2014

Se depender do empresário, torcedor do Santo André e vice-presidente financeiro da FPF (Federação Paulista de Futebol), Jorge Abicalam, São Bernardo reúne hoje, em relação ao ABCD, as maiores chances de ser eleita uma das cidades-base da
Copa do Mundo de Futebol de 2014, no Brasil. De acordo com Abicalam, o município reúne toda infraestrutura no esporte amador e profissional para tanto. Ele ainda destaca o potencial econômico e o grande número de indústrias instaladas na Região.
Dos 37 municípios do Estado de São Paulo pré-indicados pelo COL (Comitê Organizador Local) para recepcionar delegações do Mundial, no ABCD, apenas Santo André e São Bernardo foram relacionados. Já São Caetano, que também estava na briga, ficou de fora da lista divulgada no começo desta semana.
Há 23 anos dividindo-se em vários cargos da FPF, Abicalam se declara impressionado com o crescimento do esporte amador e também do futebol profissional bernardense, apesar do rebaixamento do Tigre para a Série A2 do Campeonato Paulista. O dirigente ainda diz que o município tem um forte apelo político nesta disputa. "São Bernardo tem um peso de ouro. Seu nome? Começa com a letra L”, brincou Abicalam, referindo-se ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
“Sei o quanto Santo André, São Caetano e São Bernardo são importantes ao País. Quem não se lembra do Ramalhão, campeão da Copa do Brasil de 2004? Do vôlei de ouro da Pirelli? Quem não sabe das conquistas do Azulão, do alto nível do esporte amador? Mas hoje, repito, sem medo de errar: São Bernardo é a bola da vez. Reconstruiu estádio (1º de Maio), tem Poliesportivo magnífico, está a 19 quilômetros de distância do marco zero de São Paulo, é próxima a aeroporto, enfim, é a minha aposta no momento”, disse Abicalam nesta terça-feira (11/05).
Comedido
O secretário de Esportes de São Bernardo, José Luiz Ferrarezi, mostra-se comedido ao ser questionado sobre as grandes possibilidades de a cidade ser escolhida. "As vistorias ainda não foram realizadas, mas entendo que nos falta uma boa rede hotelaria. Nosso objetivo hoje é trabalhar forte as escolinhas de modalidades, treinos das equipes de base e alto rendimento. São Bernardo já perdeu grandes eventos esportivos por ter carência alguns recursos maiores, mas sem dúvida, ficamos gratificados em ser um município que pode  ter esta benesse. Recentemente, trouxemos a seleção de futsal do Brasil, no Poliesportivo, diante da Ucrânia. Temos a melhor pista de skate da América Latina, enfim, vamos trabalhar”, resumiu Ferrarezi, já de olho na Olimpíada de 2016, no Rio de Janeiro.
Já em Santo André, a promessa de reforma do Bruno Daniel, feita pelo prefeito Aidan Ravin (PTB), saiu do papel. Nesta terça-feira, começou a ruir a marquise do estádio com o auxílio de uma escavadeira. O sistema de iluminação, por sua vez, já foi retirado das torres. “Estamos na seleção dos pré-convocados para a Copa e não podemos desprezar nada. Para isso, vamos investir R$ 8 milhões nas obras”, disse Aidan, ao dar o pontapé inicial das reformas, há uma semana.
Procurado pela reportagem do ABCD Maior, o diretor do Departamento de Esporte da Prefeitura, Almir Padalino, não foi encontrado para comentar a escolha da cidade.

Por: Edélcio Cândido  (edelcio@abcdmaior.com.br)


Foto: Andris Bovo


Fonte: www.abcdmaior.com.br
Share on Google Plus

Sobre Breno Junior

Lado a Lado com o esporte do Grande ABC. Amante e entusiasta do Esporte no interior do ABCDM.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial