No "Clássico dos desesperados", Palestra vence e afunda ainda mais o Nacional na Segundona

Fala pessoal!

Mesmo comigo fora de combate no sábado e domingo, o JP teve um final de semana cheio, com direito a um clássico do litoral e três jogos pelo interior do estado, em locais que há muito não visitávamos. Eu pude apenas contribuir com a partida Palestra x Nacional, disputada na sexta à noite no Baetão valendo pelo Campeonato Paulista da Segunda Divisão.
Como tem feito muito frio por essas bandas, cheguei em São Bernardo do Campo devidamente agasalhado debaixo de uma temperatura fantástica. Sem problemas, fiz as fotos oficiais e exclusivas das equipes e do trio de arbitragem.



Palestra SB - São Bernardo do Campo/SP. Foto: Fernando Martinez.


Nacional AC - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.


Trio de arbitragem e capitães de Palestra e Nacional. Foto: Fernando Martinez.

O jogo foi um verdadeiro "clássico dos desesperados", pois as duas equipes somavam oito derrotas nos oito jogos disputados até ali, num assustador 0% de aproveitamento combinado. Jogar entrei si poderia signifcar um ânimo extra, mesmo nessa terrível situação. O Palestra perdeu o técnico que iniciou o campeonato, e jogando dentro de casa queria os três pontos.
Já o Nacional, que na derrota para o São Vicente completou o pior início num campeonato paulista desde 1978 (naquele ano o time perdeu os quatro primeiros jogos. Mas com o detalhe que era na segunda, e não na quarta divisão), contava com algumas alterações na equipe para buscar o triunfo



Zagueiro do Nacional sobe no terceiro andar para interceptar passe longo para atacante 
palestrino. Foto: Fernando Martinez.

A partida então começou com o Palestra melhor e tendo melhores oportunidades. Nos primeiros minutos chegou muito perto de marcar, mas os atacantes não conseguiram completar. Com o passar do tempo o Nacional melhorou e passou a ter mais vontade em campo. O time foi se soltando e aos 29 minutos abriu o placar.

Início de ataque do onze ferroviário. Foto: Fernando Martinez.

Grande defesa do goleiro Rafael no primeiro tempo. Foto: Fernando Martinez.

Após cobrança de escanteio pela direita, o jogador Israel surgiu no meio da zaga palestrina e marcou o primeiro do time paulistano. Nos minutos finais do tempo inicial, o jogo ficou equilibrado e o intervalo veio com a vantagem parcial do onze ferroviário.

Escanteio para o Palestra na direita do seu ataque. Foto: Fernando Martinez.

Saí do campo e resolvi ir para as cabines no segundo tempo. No caminho encontrei o Mau, dono do blog As Mil Camisas, e sua namorada Mari. Eles formam um casal apaixonado pelo futebol "menor", e ficamos nas numeradas confabulando sobre o que está acontecendo no futebol de hoje em dia. Um abraço a eles!
Já instalado nas cabines de imprensa do Baetão, e pronto para um lanchinho providencial com bolacha e suco, o segundo tempo começou com o Palestra melhor e disposto a buscar a virada no marcador. E não demorou muito para que isso acontecesse. Aos 8 minutos, após cobrança de escanteio, Felipe, goleiro do Nacional, soltou a bola nos pés de Diego. Ele encheu o pé e deixou tudo igual no placar.

Falta na lateral direita do ataque visitante, com a bola prestes a ser jogada na área. Foto: Fernando Martinez.

O time da casa se lançou ao ataque e o Nacional tentava fazer o segundo com o contra-ataque todo a seu favor. Mas os atacantes paulistanos não estavam numa noite inspirada. A partida ficou muito disputada, com lances perigosos para os dois lados.

Aqui foi a vez do Palestra cruzar a bola na área adversária. Foto: Fernando Martinez.

Mas o Palestra mostrou mais disposição, e finalmente conseguiu virar o marcador aos 30 minutos. Brito recebeu na entrada da área e chutou forte. O goleiro Rafael caiu antes da bola e mesmo tocando nela não teve como fazer a defesa. A pequena torcida alvi-verde presente no Baetão comemorou bastante. O terceiro quase aconteceu aos 33, numa cabeçada na trave.

Rápido ataque local pela esquerda, sem que a zaga do Nacional chegasse a tempo. Foto: Fernando Martinez.

O Naça continuou tentando seu gol, mas não conseguiu. No final, a vitória foi dos donos da casa. Final de jogo Palestra 2-1 Nacional. Primeira vitória do time do ABC paulista, que agora fica isolado na sétima colocação do Grupo 6. O futebol melhorou, e quem sabe o time não consiga uma melhor sorte na competição.
Já para o time paulistano a coisa fica pior a cada dia que passa. Além das cinco derrotas seguidas, algo que não acontecia com a equipe num campeonato paulista desde o longínquo ano de 1950 (naquele ano o time ainda estava na elite estadual, com adversários de muito mais expressão), o clube foi indiciado pelo artigo 214 no TJD, e pode perder pontos na tábua de classificação. Realmente desgraça pouca é bobagem.
O que me deixa realmente triste é saber que a equipe estava na Série A2 paulista até 2007, e é assustador demais presenciar essa vertiginosa queda. Um time tradicional com 92 anos de história não merece uma campanha vergonhosa dessas. E o pior é que não conseguimos sequer cogitar uma melhora nesse panorama. Mas a esperança é a última que morre.


Fotos: Fernando Martinez


Fonte: www.jogosperdidos.zip.net
Share on Google Plus

Sobre Breno Junior

Lado a Lado com o esporte do Grande ABC. Amante e entusiasta do Esporte no interior do ABCDM.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial