DIADEMA TERÁ DOIS TIMES PROFISSIONAIS

EC Água Santa e CAD jogarão Segunda Divisão do Paulista 

Diadema deve ser representada por dois times profissionais na Segunda Divisão do Campeonato Paulista de 2012. Depois do CAD (Clube Atlético Diadema), equipe dirigida pelo empresário Paulo Lofreta, agora é a vez do
Esporte Clube Água Santa, atual tricampeão do futebol amador da cidade, confirmar sua entrada nas disputas da competição, que equivale à quarta divisão estadual. “Diadema só tem a ganhar com dois clubes profissionais”, resume Brasil da Silva Gomes, diretor da Secretaria de Esportes.

Primeiro a levar a sério a empreitada, o CAD já mantém equipes de base nas categorias sub-11 até sub-20 nos torneios da FPF (Federação Paulista de Futebol). O Água Santa, por sua vez, entra na Segundinha respaldado pelo ótimo retrospecto na várzea. Além do tri municipal, conquistou a Copa Metropolitana de 2007. Outro fator positivo é a tradição do time. Com exatos 30 anos de existência, o Água já nasce popular, com pelo menos 1.500 fiéis seguidores.

A partir da próxima temporada, os novos representantes do futebol diademense juntam-se a outras três equipes da Região na Segunda Divisão: Esporte Clube São Bernardo, Palestra de São Bernardo e Grêmio Mauaense. “A nossa cidade tem a identidade do futebol amador e a rivalidade entre essas duas equipes vai agitar ainda mais o esporte”, diz o vereador Manoel Marinho (PT), o Maninho.
Investimentos - A química existente entre o futebol de várzea e os torcedores da cidade, que conta com mais de 80 clubes filiados à Liga, foi o principal incentivo para o time sensação do amador decidir pelo profissionalismo. Para tornar este sonho realidade, o Água Santa, presidido pelo também empresário Paulo Siqueira de Farias, conta com o aporte financeiro de seu mandatário. O gasto médio de uma equipe na última divisão do Paulista é de R$ 30 mil mensais.

Tanto o Água Santa quanto o CAD devem mesclar jovens revelações e valores mais experientes para formarem seus elencos. Alguns jogadores da seleção de Diadema, terceira colocada no Estadual de Seleções de Ligas da FPF, já têm sido sondados pelas duas equipes. O diretor de futebol do Água, Marcos Boccato, ex-dirigente do Grêmio Barueri, ressalta que o time profissional começará a ser montado a partir da segunda quinzena de novembro.

O local para o mando de jogos será o Estádio Distrital do Jardim Inamar, que, a partir de 17 de outubro, fecha para reformas nos alambrados e aumento das arquibancadas. O gramado já é sintético. O estádio terá a capacidade aumentada dos atuais três mil para cinco mil lugares, o mínimo exigido pelo departamento técnico da Federação Paulista de Futebol. A subvenção da reforma será bancada pela Prefeitura.

Vereadores apoiam o novo clube da cidade - Os integrantes da chamada “bancada da bola” na Câmara de Diadema demonstram total apoio à nova empreitada do Esporte Clube Água Santa. Célio Boi, do PSB, participou da articulação para garantir o time no futebol profissional. “Houve sim esta articulação política, mas o apelo popular foi o que mais pesou para que o clube tomasse esta direção”, garante.

Célio também rechaça qualquer rixa com o CAD, comandado por Paulo Lofreta, empresário sem vínculos com o município. “Não existe nenhuma briga entre CAD e Água Santa. Só Diadema ganha com os dois times em ação”, enfatiza. “Agora precisamos aguardar pela Prefeitura, que tem o compromisso de entregar o estádio do Inamar com cinco mil lugares”, lembra o vereador.


Por: Edélcio Cândido e Walter Fernandes

Foto: Amanda Perobelli

Fonte: www.abcdmaior.com.br
Share on Google Plus

Sobre Breno Junior

Lado a Lado com o esporte do Grande ABC. Amante e entusiasta do Esporte no interior do ABCDM.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial