Crise financeira leva Palestra a fechar para balanço

Falta de parcerias vira entrave para o clube que pode ficar fora dos campeonatos de 2013
 
O Palestra de São Bernardo, clube dos mais antigos e tradicionais do ABCD (fundado em 1935), é a nova vítima da
crise financeira que assola inúmeras associações filiadas à FPF (Federação Paulista de Futebol). Nesta segunda-feira (09/04), de forma oficial, o vice-presidente e homem forte do clube, o empresário Fábio Cassetari, anunciou que por “falta absoluta de recursos financeiros”, a agremiação está fora das divisões de base da FPF (sub-15, 16 e 20) e da Segunda Divisão de 2012. Todos os jogadores foram liberados e o ala Renan e o meia Brito, maiores revelações, ainda podem ser negociados.
“Fecho o Palestra para balanço e, quem sabe, voltemos em 2013”, resumiu Cassetari, visivelmente inconformado. “Só sobrevivem hoje os clubes mantidos por grupos empresariais, com apoio público ou com colaboração direta de agentes de futebol. Caso contrário, muitos ainda vão fechar as portas”, explicou Fábio. O ex-dirigente, Ciro Cassetari, recebeu a notícia comovido. “É uma pena, um clube quase centenário ficar fora do futebol até do sub-15, mas essa crise atinge hoje clubes da tradição de um Comercial e Botafogo de Ribeirão Preto”, disse Ciro.
Disputar a Segunda, para o time, significaria à diretoria fechar pelo menos três parcerias, contratar nova comissão técnica (desfeita ao final do campeonato de 2011) e bancar custos extras com atletas, departamento médico e acertar programa de treinos no Estádio do Baetão. O ex-técnico da equipe, Flávio Alves, agora trabalha na comissão técnica do clube mineiro da Patrocinense. Cassetari pensa e repensa em números antes de uma breve viagem para a Alemanha, onde tem tentado (sem sucesso) desde 2011 uma parceria no exterior para o clube da Região no Brasil.
Cachorrão
O Esporte Clube São Bernardo é outro clube do ABCD que vive momentos difíceis, mas vai disputar o campeonato. O time sofreu sérios prejuízos com o recente desabamento parcial do edifício da rua Índico, onde mantinha sede social no quarto andar. Entre os escombros, 80% de documentos do clube, computadores e arquivos foram extraviados. “Mas já alugamos nova sala perto da antiga”, explicou o diretor de Futebol, Waldemar Loureiro. Da safra de atletas de 2011, o São Bernardo emprestou para o futebol da Turquia, Hanses e Hércules, e Schuk, na Austrália. Os três já podem voltar em breve.
Mauaense
O Grêmio Mauaense, do técnico Souza, quase fecha as portas, mas já está mais tranquilo: continuará disputando a Segunda Divisão com apoio do São Bernardo Futebol Clube e mandando jogos no Estádio Pedro Benedetti, em Mauá. A parceria termina no final deste ano.

 http://abcdmaior.com.br/noticia_exibir.php?noticia=39850

Share on Google Plus

Sobre Breno Junior

Lado a Lado com o esporte do Grande ABC. Amante e entusiasta do Esporte no interior do ABCDM.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial