MMA e seus múltiplos golpes são cada vez mais procurados

Luta atrai crianças e jovens da Região; coordenação, resistência e fortalecimento são benefícios
 
As artes marciais mistas, popularmente conhecidas como MMA (Mixed Martial Arts), são a mais nova febre nos centros esportivos do ABCD. Atualmente, a modalidade de combate passou por
padronização reunindo vários golpes de lutas marciais utilizando punhos, pés, cotovelos, joelhos, além de técnicas de imobilização. Está programado para agosto o primeiro evento do esporte, no Complexo Cultural Educacional Ayrton Senna, de Ribeirão Pires.

Nomes como Anderson Silva, Rodrigo Minotauro e Júnior Cigano já fazem parte das conversas de muita gente. Com a popularização da luta, centros esportivos públicos e academias do ABCD têm uma extensa procura de novos esportistas pela modalidade. É possível notar que houve um aumento expressivo de alunos matriculados nas aulas de artes marciais mistas nos últimos meses.

Para o sócio-proprietário da academia Octógono Gym, Arthur Bizam Blum, o MMA é segundo esporte que mais atrai público no País, sendo o que mais cresce em todo o mundo. “Essa modalidade não é passageira, começou no Brasil e está cada vez está mais forte. O volume de matrículas na academia está crescendo mês a mês e com certeza não deve parar tão cedo, por conta dos últimos resultados positivos conquistados pelos lutadores brasileiros como Anderson Silva, Júnior Cigano, José Aldo e Renan Barão”, disse.

O secretário de Esportes e Turismo de São Caetano, Marcos Siarvi, acredita que o fato de o UFC (Ultimate Fighting Championship) ter crescido, impulsionou o público a procurar empreendimentos esportivos que oferecessem as artes marciais mistas. “Atualmente contamos com o centro de lutas, que é destinado tanto para as aulas de esportistas comuns como também para treinamentos das equipes que representam a nossa cidade”, ressaltou.

De acordo com o Aílton Pessoa, treinador de boxe e muay thai do centro esportivo de lutas de Ribeirão Pires, a arte marcial basicamente trabalha pernas, braços, abdômen e desenvolve o condicionamento físico, concentração e autoconfiança. “É um esporte que trabalha a coordenação motora, aumenta a resistência cardiovascular e também fortalece a musculatura. A prática propicia aos iniciantes a perda de 600 calorias até mil calorias”, disse.

Para Pessoa, a procura pela modalidade veio depois da divulgação do esporte nas novelas e também  por conta das transmissões de campeonatos em canais de televisão. “O esporte de luta passou por uma reformulação e toda aquela ideia de esporte violento acabou mudando. É uma modalidade agressiva como qualquer outra”, afirmou.

Matheus Rodrigues e Diego Dantas, 15 anos, estudantes, moradores de Ribeirão Pires, começaram recentemente a praticar MMA no complexo de lutas de Ribeirão Pires e desde então já são considerados um dos destaques do grupo que pratica a modalidade esportiva na cidade. “Um dos meus objetivos é poder participar de campeonatos e poder crescer neste esporte. É uma modalidade que contribui tanto para o nosso desenvolvimento físico, como também ajuda a melhorar a concentração na escola”, destacou Dantas.    
Brasil tem potencial para formar lutadores
O campeão de Wrestling (um tipo de arte marcial) e MMA, Renato Sobral, o “Babalu”, esteve em São Bernardo recentemente e concedeu uma entrevista exclusiva ao ABCD MAIOR. O atleta ressaltou que o Brasil tem potencial para formar novos lutadores para competir em torneios internacionais. O lutador destacou que o volume de academias focadas em artes marciais mistas está em expansão no país.

De acordo com Sobral, o esporte de luta tem crescido muito. “Até há pouco tempo, as pessoas achavam as arte marciais violentas, mas aos poucos o pensamento tem mudado e o público conseguiu enxergar que se trata de um esporte com intenso contato. No Brasil, ainda temos poucas academias especializadas em lutas, mas certamente aos poucos vamos ter novos empreendimentos atuando nesse segmento”, disse.

Para “Babalu”, as academias brasileiras cada vez mais estão buscando se especializar para fornecer treinos de alto rendimento para os jovens esportistas. “O empreendimento precisa contar com profissionais que tenham experiência no esporte. O MMA é uma modalidade que está em pleno desenvolvimento no nosso país e se for bem trabalhada, certamente teremos grandes estrelas representando o verde-amarelo em inúmeras competições”, finalizou.    

Foto: Luciano Vicion

   Por: Felipe Rodrigues  (felipe@abcdmaior.com.br)

 http://abcdmaior.com.br/noticia_exibir.php?noticia=42950

Share on Google Plus

Sobre Breno Junior

Lado a Lado com o esporte do Grande ABC. Amante e entusiasta do Esporte no interior do ABCDM.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial