EMERSON LEÃO CHEGA, DÁ 1º TREINO E FOCA O ACESSO

Ex-técnico do São Caetano, em 2006, Leão aceita desafio de subir à Série A

Levar o São Caetano ao acesso da elite do futebol da Série A do Brasileiro de 2013 é, para Emerson Leão, 63 anos, um de seus grandes
desafios de uma longa carreira de quem nem passa pela cabeça de se aposentar tão cedo. Menos de 24 anos da demissão do técnico Sérgio Guedes e do auxiliar Kleiton Lima, Leão foi contratado na calada da noite de quarta-feira (29/08) para retornar ao clube até o final da Série B. O conhecido treinador não hesitou e não vê a missão como impossível do acesso, pelo contrário, acha que o clube está bem armado de bons jogadores e pode reverter a situação.
“Eu tinha alguns convites de clubes fora do Estado de São Paulo, mas devia esse favor ao Nairo Ferreira (presidente do clube) que me queria de volta porque o acesso é algo imprescindível e vou lutar. Nós (34 pontos) estamos a apenas dois pontos do Goiás (36), no G4. E vamos buscar nosso espaço”.
Disposto - Leão trabalhou no Azulão em 2006 e volta disposto. Ele foi apresentado nesta quinta-feira (30/08), às 10h, aos atletas e comissão técnica no Estádio Anacleto Campanella. Às 14h30, o novo técnico recebeu a imprensa representada por jornais, rádio e televisão, e ainda chegou prestigiado com presenças de dirigentes e do  presidente do clube, Nairo Ferreira de Souza, acompanhado do prefeito José Auricchio Jr..
De roupa esporte, sério e atencioso nas perguntas dos jornalistas, Emerson Leão, com quase 40 anos no meio do futebol, diz que “esta missão é mais um forte desafio” porque sabe que num acesso à Série A está em jogo uma cota financeira na ordem de R$ 25 milhões, um bom dinheiro da TV e parcerias no campeonato. “Estou de volta para trabalhar 24 horas, se preciso. Descansei um mês numa fazenda, viajei com a família aos Estados Unidos, e agora preciso trabalhar e estou aqui”.
“Claro que tenho assistido a tudo o que é jogo de futebol. O São Caetano tem um belo grupo, o Sérgio Guedes fez bom trabalho, mas o futebol nos reserva surpresas, faz parte das alegrias e tristezas. Conheço boa parte dos jogadores, como o goleiro Luiz, Moradei, Carmona, Somália, mais alguns”, disse. Leão deixou bem claro que vai trabalhar muito o “emocional” dos atletas, ver com quais pode contar (quem está suspenso ou contundido) e buscarmos a recuperação a partir deste jogo com o Avaí, em casa”.

Foto: Luciano Vicioni

Share on Google Plus

Sobre Breno Junior

Lado a Lado com o esporte do Grande ABC. Amante e entusiasta do Esporte no interior do ABCDM.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial