BOA VISTA ELIMINA NACIONAL NOS PÊNALTIS

Time de Diadema vence por 3 a 2 e segue no Amador

 Em duelo decisivo, o Boa Vista de Diadema perdeu o jogo do Nacional de Vila Vivaldi por 2 a 1 nos 90 minutos, mas depois
venceu por 3 a 2, na cobrança de pênaltis, neste sábado (13/10) à tarde de muito frio no estádio do Serraria, em Diadema, pela quarta rodada do Campeonato Amador do Estado. A vitória importante nos pênaltis leva o time do Boa Vista às semifinais da competição promovida pela Federação Paulista de Futebol. A decisão do torneio deve ser na Arena Barueri.
O Boa jogava pelo simples empate no Serraria porque venceu o Nacional no jogo de ida há uma semana por 1 a 0, na Vila Vivaldi, em São Bernardo. Porém, mesmo atuando em casa, o Boa perdeu o duelo por 2 a 1 nos 90 minutos, e reverteu tudo ao levar a melhor nas penalidades. Forte efetivo policial, ambulância com médico e enfermeiras e o trabalho de segurança a arbitragem federada por parte dos dois clubes garantiu tranqüilidade do duelo decisivo.
No primeiro tempo do jogo, Adenilton, aos 37 minutos, fez 1 a 0 para o Nacional. No segundo tempo, Welington, aos 21 minutos, de falta, ao estilo Rogério Ceni, empatou para o Boa Vista. Aos 35, novamente Adenilton colocou o Nacional na frente, em jogada pela direita, em falha do zagueiro Disney, de Diadema. A partir daí, a equipe da casa sufocou o Nacional, mas o goleiro Adílson fez grandes defesas.
Nos pênaltis, a sorte sorriu para a equipe diademense, que teve no goleiro Celso, nos zagueiros Richard e Welington, nos meias Camarões e Papi e nos atacantes Ricardinho e Jacaré os seus destaques. O Nacional foi um grande adversário e teve no goleiro Adilson, no zagueiro Pimenta, nos meias Banga, Roberto e Paraná e no atacante Edenilton os seus melhores em campo.
De acordo com o presidente do Nacional, Maurício Cardoso, o seu grupo saiu de “cabeça erguida por perder nos pênaltis, que depende de sorte, mas reconheceu que o adversário jogou limpo e teve capacidade para sustentar o equilíbrio durante todo o jogo e nos penais”. O goleiro Adílson, do Nacional, acrescentou.  “Nós perdemos essa disputa em casa, quando o Boa Vista fez 1 a 0 e venceu. Sabíamos que em Diadema tudo seria mais difícil”, disse, mas consciente do dever cumprido.
O meia Melancia, goleador do time de Diadema, com 11 gols, achou que a vitória nos pênaltis fez justiça. "Nós ganhamos em São Bernardo, que é difícil, e merecemos sair com a vaga assegurada. O Nacional é um grande time, de alguns ex-profissionais, mas o resultado a nosso favor ficou em boas mãos", comentou.

Foto: Amanda Perobelli


Share on Google Plus

Sobre Breno Junior

Lado a Lado com o esporte do Grande ABC. Amante e entusiasta do Esporte no interior do ABCDM.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial