ABCD tem apenas duas equipes confirmadas na Segunda Divisão

      EC São Bernardo e Mauaense participam do conselho técnico do Paulista nesta quinta; estádio ameaça presença dos times de Diadema




Esta quinta-feira (31/01) é um dia chave para os times que pretendem participar da Segunda Divisão do Campeonato Paulista. A FPF (Federação Paulista de Futebol) estipulou o mês de janeiro como a
 data limite para os clubes confirmarem a inscrição, o que depende de um estádio apto para a competição. Sem nenhum problema e disposto a encarar os prejuízos financeiros de praxe, o EC São Bernardo e o Mauaense são os únicos da Região com presença assegurada.





O CAD (Clube Atlético Diadema) e o Água Santa, ambos de Diadema, eram para estar no bolo de participantes, mas esbarram num antigo problema: um estádio que atenda as exigências do campeonato. Construído para abrigar as equipes profissionais da cidade, o Inamar ainda não encaminhou à FPF os laudos que o regularizam como praça esportiva.



Chance - Porém, o ABCD MAIOR apurou que a Federação Paulista aceitará os documentos que o próprio CAD apresentará nesta quinta-feira, comprovando que o estádio estará em ordem até o início da Segunda Divisão - em maio.







“Vamos virar motivo de piada desse jeito, é o quarto ano que eles (prefeitura) nos prometem que teremos um lugar para jogar. Se o CAD ficar fora de novo, o prejuízo não será só financeiro e material, mas moral também”, desabafou o presidente Paulo Lofreta. Ciente do problema, o secretário de esportes de Diadema, Antônio Marcos, se reuniu na quarta-feira (30/01) com o presidente do Sindicato do Futebol, Mustafá Contursi. A ideia é que o ex-presidente do Palmeiras interceda na FPF para que Diadema ganhe mais alguns dias para apresentar os documentos que liberem o Inamar. Marcos não retornou as ligações.





EC São Bernardo e Mauaense juram que vão brigar pelo acesso, mas não escapam da carência financeira típica da maioria dos times que joga a Segunda Divisão. Sem patrocinador, a equipe de Mauá nutre esperanças por estar treinando desde 7 de janeiro com um elenco entrosado e testado nos campeonatos de base. Por esse motivo não desistiu do Estadual, mesmo sem o aporte do São Bernardo Futebol Clube, que cedia jogadores ao time.





Já o Bernô deve à churrascaria Caravana, que banca a folha salarial dos atletas, por ter mais uma chance no Paulista.





Nesta quinta-feira acontece o conselho técnico da competição, onde serão conhecidos os times participantes e discutido o modo de disputa. De antemão, o técnico e vice-presidente do EC São Bernardo, Julio Passarelli, disse que irá propor uma tabela diferente do habitual, mais longa para todos os clubes.


Por: Antonio Kurazumi  (kurazumi@abcdmaior.com.br)





Share on Google Plus

Sobre Breno Junior

Lado a Lado com o esporte do Grande ABC. Amante e entusiasta do Esporte no interior do ABCDM.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial