ESTRUTURA DE SÃO CAETANO AINDA NÃO AGRADA TÉCNICO DE ZANETTI

Marcos Goto critica o ginásio de treinamento e aguarda por promessa do ministro do Esporte, Aldo Rebelo

A ginástica artística de São Caetano não foge à regra da precariedade que atrapalha a evolução do esporte
brasileiro. A equipe liderada pelo campeão olímpico Arthur Zanetti permanece em destaque, mais por causa dos fatos negativos do que pelos positivos. A estrutura do ginásio melhora a passos de tartaruga e a promessa de construção de um novo centro de treinamento, por enquanto, está apenas na conversa.
Sem papas na língua e dando a cara à tapa, como gosta de dizer, o técnico do Serc Santa Maria e da seleção brasileira, Marcos Goto, agradece o esforço das autoridades, mas não mede palavras para fazer as críticas. “O COB (Comitê Olímpico Brasileiro) vem tentando nos ajudar, mas precisam cuidar de várias modalidades. A Prefeitura também tenta, só que precisamos de mais. Chegaram alguns equipamentos novos, principalmente na musculação, mas ainda estamos defasados numa estrutura geral de ginásio”, avisou.
O treinador citou um exemplo. As telhas de amianto, que cobrem o espaço, são proibidas no Estado de São Paulo. O pó solto por este material, segundo pesquisas feitas sobre o tema, pode provocar câncer. A falta de vestiários para atender todos os alunos é outra dor de cabeça. “O ginásio é feio, já começa daí, tirando todos os problemas estruturais. Nós estamos aqui trabalhando, mas o tempo está passando”, alertou o técnico.
Rapidez - Goto relembra que as Olimpíadas estão chegando e cobra uma melhora rápida. “Não temos dois anos de trabalho, apenas um. Em 2016 as coisas precisam estar prontas, ou seja, após a Copa do Mundo, que é o foco atualmente, teremos apenas um ano pra fazer tudo. A gente sabe bem como acabam as coisas feitas na pressa”, ironizou, frisando que trabalha com sonhos, seja de atletas, pais ou dirigentes. Marcos criticou a força que se dá ao futebol e que não se aplica aos outros esportes.
“Precisamos mudar a mentalidade e abrir o leque para todos os esportes. Eu tenho que trabalhar essa garotada já pensando em 2020, 2024, mas qual o legado que vamos deixar em 2016? O trabalho precisa acontecer”, cobrou.
Para fechar a lista de problemas, o Ministério do Esporte, representado pelo ministro Aldo Rebelo, visitou o ginasta no começo do ano e chegou a dizer que um Centro de Excelência seria construído em São Caetano, no lugar do antigo Agith (Associação de Ginástica Di Thiene). Até agora, nenhuma novidade.
“Falar todo mundo fala, mas até agora não tivemos novidades. Seria um equipamento muito importante para desenvolvermos nossos atletas. Estou aguardando”, finalizou Goto.

Ginasta está treinando na Europa
Campeão olímpico nas argolas, Zanetti continua em excelente forma na temporada. Depois de vencer a etapa de Doha da Copa do Mundo, com a nota de 15.800 pontos, o ginasta do ABCD repetiu a dose em Anadia, Portugal, e garantiu novamente o título. Agora o medalhista de ouro treina em Berlim, na Alemanha, junto à seleção brasileira, em preparação para a Universíade, em Kazã, Rússia, que é principal foco do ano.
“Estou adaptando minha nova série, fazendo ajustes”, destacou Zanetti.
O ginasta de São Caetano também cuida do psicológico. “Tenho uma psicóloga que me orienta para manter a cabeça no lugar. Entrar como favorito nunca é bom, então tento sempre ficar firme em fazer o meu melhor, independentemente de classificação final”, detalhou.


Por: Guilherme Menezes  (guilherme.menezes@abcdmaior.com.br)

Share on Google Plus

Sobre Breno Junior

Lado a Lado com o esporte do Grande ABC. Amante e entusiasta do Esporte no interior do ABCDM.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial