TORCIDA DO ÁGUA SANTA É A NONA MAIOR DE SÃO PAULO

Time de Diadema leva quase cinco mil torcedores por jogo, o dobro do segundo colocado da lista

Se torcida ganhasse campeonatos, o Água Santa seria o campeão antecipado da Segunda Divisão do Paulista e já estaria na
Série A-1, longe da zona de rebaixamento. O time de Diadema possui a melhor média de público do Estadual, com 4.777 pagantes por jogo (19.109 ao todo), mais que o dobro do segundo colocado na lista - a Matonense, que leva 2.065 torcedores em média a cada partida.
A notícia não surpreende porque o Netuno, apelido do time, conseguiu lotar o Inamar – que comporta cinco mil pessoas - em todos os jogos e, por algumas vezes, sua torcida foi maioria nos duelos realizados fora de Diadema. Outro fato que colabora para essa superioridade é que a Segunda Divisão, tradicionalmente, não é jogada em estádios cheios – expediente pouco comum até na elite.

Em uma só partida em casa, por exemplo, o Água carregou mais torcedores que os demais rivais do ABCD em todas as jornadas na condição de mandantes.A verdade é que o Netuno só tem oponentes à altura nesse quesito na Série A-1, correntes nas demais divisões de São Paulo.

O clube diademense, que estreia nesta temporada no futebol profissional, ocuparia a nona posição pegando como base os números (média de público) das equipes que jogaram o torneio principal em 2013, atrás dos quatro grandes, o São Bernardo e o trio do interior, Botafogo, Ponte Preta e 15 de Piracicaba.

O presidente Paulo Sirqueira não sabe precisar o número total de fãs do Água, mas diz que as duas torcidas organizadas, Aquáticos e Tubarão Azul, têm oito mil torcedores cadastrados. Com sede no Jardim Inamar, o time movimenta multidões porque arrasta torcedores ao estádio do Inamar oriundos de outros bairros de Diadema. “Nossa torcida não está centralizada só no Inamar.

Os ônibus que eles alugam e vão para o estádio saem dos bairros Campanário, Canhema e Serraria. Por termos disputado a várzea, pegamos simpatizantes de todas as regiões”, analisa.Um dirigente de um time adversário na Segunda Divisão banca que a diretoria do Água Santa distribui ingressos para todos os torcedores. Sirqueira rebate e assegura que não é bem assim.

Uma cota de mil entradas, segundo ele vai para as organizadas, mas o restante é comercializado. “Temos algumas pessoas ligadas à diretoria que saem vendendo os ingressos para os torcedores mais assíduos, por um preço que varia de R$ 5 a 8. Temos esse comprometimento. Não priorizamos a bilheteria porque o brasileiro não tem o costume de comprar com antecedência e a polícia exige que as bilheterias sejam fechadas uma hora antes do jogo”, detalha Sirqueira.

Mais populares

O Água Santa estreou há pouco tempo no profissional, mas já se põe ao lado do São Bernardo Futebol Clube no rol dos times de futebol mais populares do ABCD. O Tigre teve uma das melhores médias de público da Série A-1, com pouco mais de 10 mil pagantes por jogo, ficando acima do Palmeiras.

Logo abaixo deles vem o Santo André, que dificilmente passa da marca dos dois mil no momento atual.O clube dos “sem torcida”, no entanto, engloba quatro equipes: São Caetano, CAD (Clube Atlé-tico Diadema), EC São Bernardo e Mauaense. 


Share on Google Plus

Sobre Breno Junior

Lado a Lado com o esporte do Grande ABC. Amante e entusiasta do Esporte no interior do ABCDM.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial