Após empate, Guedes dispara contra arbitragem e supõe medo

Técnico do Azulão afirmou que árbitros trabalham sob pressão em jogos do Oeste e Bragantino
O técnico do São Caetano, Sérgio Guedes, é conhecido no meio futebolístico por sua paciência e calmaria. Porém, com o São Caetano na zona de rebaixamento, cada vez mais perto da Série C, o treinador se alterou um pouco após o empate por 2 a 2 com o Oeste, na noite desta sexta-feira (27/09), em casa.
Guedes reclamou da arbitragem por alguns deslizes e supôs que os árbitros apitam com medo diante do Oeste e Bragantino, equipes do interior de São Paulo, e exatamente as duas últimas partidas do Azulão. Contra o Braga, perdeu. "Os dirigentes de Oeste e Bragantino intimidam, ligam ameaçando os juízes se apitarem errado, então eles ficam com medo e erram mais. No lance de gol do Oeste a falta foi bem atrás e ele deixou bater aonde quiseram, por exemplo", reclamou.
Apesar da reclamação, o técnico admitiu que o resultado perdido foi por culpa de seus jogadores e cobra melhora. "Não soubemos administrar a vantagem que construímos, o que normalmente é mais fácil do que construir. Precisamos parar de alternar bons e maus momentos durante os jogos, ter índole e caráter para sair dessa situação."
O presidente do São Caetano, Nairo Ferreira, liberou o treinador para dispensar atletas se achar necessário. "Eu vou avaliar ainda esta situação, mas só dispensarei atletas caso sentir falta de comprometimento, que não estão com a cabeça aqui. Estou frustrado com o que estamos passando, e espero que eles também estejam para mudarmos este quadro", analisou. Guedes espera de sete a oito vitórias nos 13 jogos restantes para não ser rebaixado. O próximo jogo será terça-feira (01/10), fora de casa, diante do Avaí.

http://www.abcdmaior.com.br/noticia_exibir.php?noticia=53985
Share on Google Plus

Sobre Breno Junior

Lado a Lado com o esporte do Grande ABC. Amante e entusiasta do Esporte no interior do ABCDM.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial