TIGRE CALA O PACAEMBU, DERRUBA O CORINTHIANS E ESTÁ NAS NUVENS

São Bernardo venceu o campeão do mundo, alcançando o maior resultado de sua história; liderança é realidade

Escondido de quatro anos para cá, o  futebol do ABCD está em evidência novamente, mas agora não é pelos pés de
jogadores do Santo André ou São Caetano. É pelo São Bernardo, que derrubou neste sábado (25/01), no estádio do Pacaembu, um bicampeão do mundo, o primeiro grande em sua história, e terminará mais uma rodada na liderança do Campeonato Paulista. O Corinthians está no chão e o Tigre nas nuvens após o 1 a 0 no jogo que terminou quase de madrugada, sem problemas para o herói Erick Flores, autor do gol da vitória, e os demais 13 atletas que participaram dessa façanha.
A inesquecível vitória veio sem tanto sofrimento assim. Dá para contar nos dedos o número de vezes em que o capitão e goleiro Wilson Júnior trabalhou. Bastou um ataque para o São Bernardo, no fim das contas, concretizar a vitória. Com apenas dois minutos de bola rolando, o ex-flamenguista Erick Flores - que nem seria escalado - tabelou com Bady e saiu na cara de Walter. Nem dominou a bola e chutou cruzado, por baixo de Walter: 1 a 0.
Daí em diante prevaleceu a marcação impecável do time do ABCD, com a participação de todos os jogadores, e a verdade é que quase não saíram outros gols do Tigre.
O saldo de tudo isso é que o São Bernardo superou o primeiro grande de São Paulo depois de oito tentativas, é líder com 100% de aproveitamento do grupo C do Paulistão, com nove pontos, e, sim torcedor, sua equipe nunca esteve tão próxima de jogar o Campeonato Brasileiro.
Destino
Flores nem seria escalado neste sábado e só subiu as escadarias do Pacaembu sem o colete de reserva porque o titular Careca, centroavante de ofício, se machucou. O meia acabou lançado e revezou com Bady no papel de oferecer a ajuda mais próxima ao único atacante do Tigre escalado, Márcio Diogo. 
Após o gol, o meia Erick Flores voltou até a linha defesa para marcar o lateral-direito do Corinthians Diego Macedo e, por algumas vezes, trocou essa missão com Bady. O Timão assustou apenas em cobranças de falta durante todo o duelo, com exceção de uma bola na trave no segundo tempo de Pato. Sem muita posse da redonda, o Tigre era inteligente ao recuperá-la. Não rifava, sempre atacava pelos lados do campo, aproveitando-se da deficiência na marcação dos laterais alvinegros - o próprio Macedo e o improvisado Jocinei na esquerda. Sem a bola, impressionava pela marcação em bloco, sempre com mais de um atleta em cima de um corintiano.
O técnico Edson Boaro fez trocas mais defensivas na segunda etapa, mas, diferentemente da vitória sobre o 15 de Piracicaba no meio de semana, o São Bernardo levou poucos sustos. Alexandre Pato, Guerrero, Romarinho, Emerson Sheik saíram derrotados desta vez.
Vestiários
Boaro reencontrou o Corinthians, clube no qual jogou e ganhou projeção para disputar uma Copa do Mundo, e que desde desse 25 de janeiro não sairá de sua cabeça por causa de outro momento de felicidade. E o motivo principal para explicar a vitória nos vestiários estava na ponta da língua. "Acredito que nosso preparo físico foi fundamental para o resultado", declarou.

http://abcdmaior.com.br/noticia_exibir.php?noticia=56633
Share on Google Plus

Sobre Breno Junior

Lado a Lado com o esporte do Grande ABC. Amante e entusiasta do Esporte no interior do ABCDM.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial