AZULÃO VIRARÁ FILIAL DO SANTO ANDRÉ

Ramalhão emprestará melhores jogadores para o São Caetano; técnico Vilson Tadei foi apresentado nesta terça-feira 

Santo André e São Caetano preparam uma parceira jamais vista nessa que é a maior rivalidade futebolística do ABCD. Nos bastidores, as diretorias acertam a ida dos
principais jogadores do Ramalhão para o Azulão. O interesse do beneficiado de momento é fortalecer o elenco para a Série C do Campeonato Brasileiro, enquanto o outro já pensa na disputa da A-2 de 2015.
Técnico do Santo André no clássico do último sábado (12/04), Vilson Tadei foi apresentado pelo vizinho nesta terça-feira (15/04) e deu a primeira dica. “Evidente que indiquei jogadores do Santo André, alguns nomes foram passados à diretoria do São Caetano. A relação entre os dirigentes é boa. Vamos esperar as coisas se definirem, não vou dizer quais são os nomes”.
Em entrevista ao ABCD MAIOR, o presidente do Ramalhão, Jairo Livólis, entregou o plano tratado pelos coirmãos nas últimas reuniões. “Vamos renovar com os nossos melhores atletas e emprestá-los ao São Caetano, para eles jogarem uma competição forte como eles querem (Série C do Brasileiro) e depois eles retornam para a A-2 de 2015”, revelou o mandatário. “Estamos negociando nesse instante (terça à tarde), não sei exatamente quantos vão para lá e ainda não posso divulgar quem são, mas acredito em até sete nomes”.
A negociação é motivada por dois fatores principais: a campanha de ambos na A-2 que acabou no sábado, com o Ramalhão lutando até a última rodada pelo acesso e o Azulão, contra o rebaixamento, e o fato de a dupla ter um calendário diferente a partir de agora - a única competição importante é jogada pelo São Caetano, já que o adversário terá apenas a Copa Paulista pela frente até o fim da temporada.
“A rivalidade termina ao fim do jogo. Estaremos observando de perto a evolução dos nossos jogadores”, completou o presidente.
Segundo Livólis, o treinador Vilson Tadei não se enquadra nessa ideia, ou seja, não tem acordo para voltar ao Santo André em 2015. Entretanto, o dirigente considerou normal e natural a saída para o rival. 
Desafio
Questionado por qual motivo o São Caetano do segundo semestre será diferente dos recentes, que se acostumaram a ocupar as últimas posições, Tadei respondeu: “Porque acredito nos atletas, na diretoria e no meu trabalho. O grupo é qualificado”.
A novidade desta terça-feira no Anacleto Campanella não deu muita bola para as trocas de técnico do Azulão em 2014, que geram a média de um nome por mês. Ele é a quarta pessoa que comandará a equipe nesse ano. “Quem garante o treinador é o resultado, nunca me preocupo em fazer um contrato longo que me assegure no cargo”, opinou Tadei, que teve um aproveitamento de campeão no Santo André, com sete vitórias, três empates e uma derrota.

http://abcdmaior.com.br/noticia_exibir.php?noticia=58491

Share on Google Plus

Sobre Breno Junior

Lado a Lado com o esporte do Grande ABC. Amante e entusiasta do Esporte no interior do ABCDM.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial