Água Santa destroi Ramalhão e começa A-2 voando

Netuno virou contra o Santo André no dérbi do ABCD e venceu por 4 a 1 na Arena Barueri
 

O primeiro jogo da vida do Água Santa em um Campeonato Paulista da Séria A-2 não poderia ser melhor. Sem tomar
conhecimento, mesmo quando saiu perdendo, o Netuno derrotou com autoridade o Santo André no dérbi regional deste domingo (01/02) disputado na Arena Barueri, enquanto o estádio do Inamar não fica pronto. Jean chegou a colocar o Ramalhão em vantagem, mas Wellington, Julio Madureira, Francisco Alex e Guina mudaram tudo para a fanática torcida de Diadema.
A água que castigou o gramado da Arena já com meia hora antes da bola rolar, prosseguiu durante o primeiro tempo. Com poças de água principalmente no meio de campo, a partida poderia ter ritmo lento. Poderia, mas não foi bem o que se viu. Utilizando os lados, onde a água atrapalhava menos, os dois times criaram chances. Muller Fernandes obrigou o goleiro Dheimisson a fazer grande defesa, enquanto o Netuno respondeu com duas chegadas que quase acabaram em gol.
Porém, aos 12 minutos o Ramalhão aproveitou uma das armas para quem joga em um campo alagado: a bola parada. Após escanteio cobrado, Jean subiu e desviou de cabeça para abrir o placar. Dez minutos depois veio o empate, em lance bizarro.
Após cruzamento na área, o zagueiro Tobi subiu, trombou com o goleiro Neto, que acabou soltando a bola. Livre, Wellington só empurrou para as redes. O jogo que já era animado, melhorou ainda mais com a igualdade, até por conta da chuva parar e o sol aparecer.
O Ramalhão, bem ao que pede o técnico Ivan Izzo, trocava passe e buscava manter a posse de bola, procurando espaços para finalizar. O Água, precavido, apertava as linhas na defesa e buscava surpreender na velocidade. Tobi deu novo vacilo, enganado pela poça, e viu Julio Madureira quase virar, se não fosse o desvio providencial de Jonas. Na próxima falha do zagueiro, não teve jeito. Aos 37, Francisco Alex levantou, Tobi se posiciounou mal e Julio Madureira cabeceou livre para colocar 2 a 1 no placar e o time de Diadema em vantagem no jogo. Nos acréscimos, Jonas de cabeça quase empatou.
A volta do intervalo manteve o rumo do jogo. Ramalhão com a bola, Água Santa esperando, calmo. Antes do time andreense esboçar uma pressão em busca do empate, veio o golpe diademense. Logo aos 9 minutos, Francisco Alex recebeu com liberdade na área, limpou Tobi com tranquilidade e bateu no canto para ampliar o marcador: 3 a 1.
Sem muito o que fazer, Izzo tirou Anderson Bartola e Cacá, colocando dois jovens avantes: Vinicius Silveira e Anderson Zangão. Quase em seguida o técnico do Água, Marcio Ribeiro, reforçou a marcação colocando Guina como volante e tirando Madureira, além da saída de Wellington e a entrada de Makanaki para puxar os contra golpes. A substituição deu certo. Em seu primeiro lance, aos 23, Makanaki recebeu lançamento, puxou o contra-ataque em velocidade e Guina fechou na área para completar o cruzamento. Neto conseguiu defender a primeira, mas não a segunda. Goleada em Barueri.
Ivan ainda tirou Renato Peixe para colocar Paulo, enquanto Marcio tirou Francisco Alex para colocar Alan. Em lance de Paulo, Jonathan fez falta e acabou expulso com o segundo cartão amarelo. Mesmo com um a menos, o Netuno se segurou como pôde na marcação e garantiu a grande vitória em sua estreia na A-2.

Fonte:  http://abcdmaior.com.br/noticia_exibir.php?noticia=64516
 
Share on Google Plus

Sobre Breno Junior

Lado a Lado com o esporte do Grande ABC. Amante e entusiasta do Esporte no interior do ABCDM.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial