ÁGUA SANTA LUTA, MAS PERDE PARA O COMERCIAL EM RIBEIRÃO PRETO

Netuno saiu derrotado pelo placar de 4 a 2 em seu primeiro jogo fora de casa na Série A-2

Bem que o Netuno tentou, mas não conseguiu evitar sua primeira derrota no
Campeonato Paulista da Séria A-2. Na noite desta quarta-feira (04/02), o Água Santa perdeu por 4 a 2 para o Comercial em Ribeirão Preto e segue com três pontos na competição. Para reencontrar o caminho da vitória, o time de Diadema pega agora o Paulista de Jundiaí, sábado (07/02), no estádio da Rua Javari, às 10h.
Jogando diante de seu torcedor, o Comercial buscou pressionar nos primeiros minutos de jogo e chegou a assustar o goleiro Mauricio em alguns chutes de fora. O mesmo arqueiro não foi feliz aos 21 minutos. Após cruzamento da esquerda em jogada ensaiada, Mauricio não segurou e deixou nos pés de Marcinho Beija-Flor, que só empurrou para as redes e abriu o placar.
Sem profundidade, o Água tentava o empate, mas sofria para criar algo de útil. Ao contrário do Comercial. Já nos acréscimos, em passe de Thiago Baiano, Mateus bateu firme de fora da área e ampliou antes do intervalo.
Para a volta dos vestiários duas mudanças no Netuno: uma por opção e outra forçada. O técnico Marcio Ribeiro acabou expulso depois de reclamar com a arbitragem, e fez a mudança na saída de Borebi para a entrada de Thiago Cavalcanti mesmo sem poder comandá-los. 
Sem muita opção, o Água partiu para o ataque. Porém, sem organização, assistiram os mandantes marcarem bem e saírem com eficiência. Aos 12 minutos veio o terceiro. Em boa trama ofensiva, Juninho bateu firme da entrada da área e fez.
Julio Madureira saiu e João Henrique entrou, numa tentativa de milagre, mas a verdade é que a equipe do ABCD não via a cor da bola. De qualquer maneira, em um momento de luz, Cavalcanti trombou com Levi e sofreu pênalti. O próprio bateu e diminuiu o prejuízo aos 19. Na raça, os diademenses seguiram atrás e Wellington conseguiu fazer o segundo, aos 30 minutos. O mesmo saiu para a entrada do atacante Makanaki em busca do empate. O ímpeto ofensivo quase deu a igualdade, mas aos 39, Thiago Baiano puxou contra-ataque e sacramentou a vitória.

Fonte: http://abcdmaior.com.br/noticia_exibir.php?noticia=64578
Share on Google Plus

Sobre Breno Junior

Lado a Lado com o esporte do Grande ABC. Amante e entusiasta do Esporte no interior do ABCDM.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial