Diretor do S. Bernardo garante Boaro e ameaça dispensar jogadores

Edgard Montemor pediu aos atletas que honrem a camisa do São Bernardo; Alex Silva desabafa
 
A terceira derrota seguida do São Bernardo no Campeonato Paulista já era um fato um
tanto quanto ruim, mas tudo que está mal pode piorar. Na saída do gramado o zagueiro Alex Silva, ex-São Paulo, foi hostilizado por torcedores do Tigre no alambrado e não baixou a cabeça. O técnico Edson Boaro e os seguranças do clube precisaram segurá-lo para a situação não piorar. Criticado pelos torcedores, Boaro está mantido no cargo.
"Acabei estourando. Os torcedores não convivem no dia a dia e chateia ter que ouvir m.... Trabalho duro todos os dias. Fiquei um ano e meio sem jogar futebol e o São Bernardo abriu as portas para mim. Não vim aqui para fazer sacanagem com o clube. Mudei minha conduta de profissionalismo. Tem que respeitar, não jogo sozinho. Se errou um, erraram todos. Vim para ajudar, não para prejudicar. Se eu não sirvo para o São Bernardo é só colocar o contrato na mesa", esbravejou.
Já o diretor de futebol, Edgard Montemor, não escondeu a insastisfação com o atual momento do Tigre e cobrou os jogadores. "Quem não quiser ficar, pode sair". O dirigente disse que pode até ficar com menos de 28 jogadores que estão inscritos na competição e garantiu o técnico Edson Boaro no cargo.
"A Série D fica cada vez mais distante, e agora temos que torcer pelos outros, mas primeiro temos que fazer a nossa parte. Temos que ter jogadores que querem vestir a camisa do São Bernardo como se fosse o maior time do mundo, independente de onde já jogou. Montamos um bom elenco, mas ainda não temos uma equipe, e já estamos na sétima rodada. Agora é trabalhar que ainda dá tempo", declarou o dirigente, sem cogitar a saída de Boaro. "Tem gente que pensa individualmente e o futebol é um esporte coletivo. O objetivo individual não vai ser conquistado sem vir do coletivo. Temos que parar no futebol brasileiro de trocar treinador depois de perder três ou quatro jogos. O que importa é o trabalho bem feito. Às vezes ganha quatro, mas o trabalho é mal feito, aí sim tem que trocar. Nós avaliamos toda semana em reuniões. Se precisar ficar só 11, mas 11 que querem vestir a camisa, vão ficar só esses. Quem não quiser nada pode pegar as coisas e ir embora", finalizou.

Fonte:  http://abcdmaior.com.br/noticia_exibir.php?noticia=65005
 
Share on Google Plus

Sobre Breno Junior

Lado a Lado com o esporte do Grande ABC. Amante e entusiasta do Esporte no interior do ABCDM.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial